Tratamentos da Dermatologia

Hoje vamos falar um pouco sobre dois tratamentos da dermatologia que estão cada vez mais populares, o Botox, e a Criolipólise.

Botox

As injeções da toxina botulínica são aplicadas em pontos específicos, provocando uma paralisia temporária dos músculos, removendo as rugas em até seis meses. São injetadas pequenas doses na testa e ao redor dos olhos, sem deixar marcas, e a idade recomendada é que você faça de 18 a 65 anos de idade e o processo é totalmente indolor.

Criolipólise

A criolipólise é o procedimento mais recente não-cirúrgico para remover o excesso de gordura localizada.

Criado nos Estados Unidos, graças a pesquisadores do Hospital Geral de Massachusetts e da Universidade de Harvard, a criolipólise rapidamente se tornou muito popular para, efetivamente, reduzir a gordura localizada pois é considerada não-invasiva.

maquina de criolipolise

O excesso de gordura é removido através de modernos equipamentos pela utilização do frio, daí vem o termo “Crio”, do grego Kryos

As células de gordura são, na verdade, muito mais sensíveis ao frio do que outras estruturas anatômicas presentes na região tratada, tais como a pele, a derme, vasos, nervos, músculos, que se submetem a um resfriamento a ar gerando uma lenta e gradual espontânea apoptose, que é o processo de morte celular

Seguindo este processo, as células de gordura são eliminadas de duas maneiras:

Como funcionam?

O dermatologista espalha um gel na área de tratamento, que é protegida por uma toalha de papel e, em seguida, aplica-se uma manopla especial que combina a sucção e, ao mesmo tempo esfria a área tratada. Desta forma, as células de gordura (adipócitos) que estão localizados no tecido subcutâneo, sendo sensível ao frio degradam-se, realizando o processo da Criolipólise:

O Vácuo tem uma ação muito importante, na verdade aspira a maior parte possível de tecido adiposo para o interior do aparelho e a submete a um resfriamento na área de tratamento por 50 minutos. Mantendo a temperatura entre 1-4 graus Celsius, a fim de não criar machucar a pele nem outras estruturas.

Com isso acontece a cristalização, gerando a morte da célula de gordura, com a liberação de seus lípidos ocorrendo entre 1 a 7 semanas após o tratamento.

Segundo o dermatologista Daniel Stellin após finalizada a sessão de tratamento, o paciente pode ver uma vermelhidão e sensação de sensibilidade na área que foi tratada, que desaparecerá dentro de algumas horas.

Vale lembrar que a Criolipólise não é diretamente indicada a pessoa obesa, e sim para retoques finais em gordura localizada.

 

O tratamento é indolor, o paciente irá apenas sentir um desconforto inicial, por alguns minutos, devido à tensão do tecido para o efeito da sucção e uma sensação de calafrio e em alguns casos pode ocorrer que algum hematoma é reabsorvido dentro de até 48 horas e após o tratamento o paciente não precisará de nenhum cuidado especial, podendo voltar às suas atividades normais logo em seguida.